A importância do anúncio na internet

Os anúncios online são importantes para sua empresa ter um maior destaque dentro da internet.

Postado em 26/11/2015


Quando analisado os números da internet no Brasil e no mundo uma pergunta vem a mente. Porque muitos empresários brasileiros ainda não investem ou investem pouco em internet?

No Brasil o aumento de uso da internet já atingiu 43%, segundo IBOBE, já somos 82 milhões de usuários acima de 16 anos. Se compararmos com outros países que a internet também tem um nível de aumento maior que 40% da população, o Brasil ainda está bem atrás em investimento de mídia em internet. Pra se ter uma ideia, em junho de 2012 o investimento em internet no Brasil chegou a pouco menos de 12% e passou o de jornal, mas ainda é pouco.

Vemos que um motivo para isso talvez seja a falta de conhecimento. O empresário acompanha constantes notícias falando sobre crescimento da internet e do comércio eletrônico, mas ainda assim tem uma resistência de investir nessa mídia, porque as mídias convencionais ainda funcionam e não experimentaram ainda o marketing digital, ou experimentaram e tiveram uma experiência ruim com uma agência despreparada.

Um dos detalhes mais importantes em um planejamento de mídia é o público-alvo, pois sua análise cuidadosa é que vai determinar, entre outras coisas, o canal em que os anúncios serão veiculados, a linguagem utilizada no anúncio e o direcionamento que o anúncio dará àquele prospect, no caso de conversão realizada. Por exemplo, se meu público tem um histórico favorável ao contato telefônico, posso criar anúncios voltados para acessos de dispositivos móveis que, ao serem “clicados”, disparem uma ligação à central de vendas ao invés de direcionar a um link. Concluímos que o sucesso de uma campanha depende do correto direcionamento do anúncio, em relação ao público-alvo, principalmente.

Dessa forma, uma das necessidades do anunciante (e do veículo, consequentemente) é de conseguir segmentar ao máximo seu anúncio. Dar “tiros de canhão” já não funcionam nos mercados de nicho, em que os clientes são tão específicos quanto os produtos oferecidos. Numa realidade assim, de nada adianta um anúncio em um grande canal se não se sabe qual é o público que será impactado. Mas ao que parece, é o que continua ocorrendo por aí.

Um artigo no site da Associação Brasileira das Agências Digitais (ABRADi), afirma que grandes organizações de mídia têm dificuldades de transferir parte de sua publicidade das plataformas tradicionais para canais na internet. O principal motivo seria o fato de que “os anúncios nos sites de informação tendem a não se basear no direcionamento aos interesses do usuário, estratégia considerada chave para o futuro do faturamento digital”. Aparentemente, este é um sintoma de que sites noticiosos não conseguem segmentar seu público para aumentar a eficiência de sua publicidade.

O artigo continua: “Com exceção de três dos 22 pesquisados (Yahoo! News, NYTimes.com e CNN.com), os sites não usam em escala significativa as ferramentas que personalizam os anúncios com base no comportamento do usuário.

Em contraste’, diz o estudo, ‘a publicidade altamente direcionada já é um componente-chave no modelo de negócios de operações como Google e Facebook.’

Já conhecemos bem o sucesso do Google com anúncios segmentados – Adwords – que são sua principal fonte de receitas. O Facebook ataca neste mesmo sentido, com uma capacidade de direcionamento potencialmente maior de seus chamados Facebook Ads, por deter dados mais detalhados de sua audiência, como sexo, idade e alguns gostos particulares. O planejamento detalhado é importantíssimo para o sucesso de qualquer campanha, pois hoje em dia o retorno sobre o investimento é uma métrica cada vez mais importante para os gestores. E como a medição deste retorno é bastante sólida em meios digitais, essa questão se torna um trunfo para a mídia online.

Seja qual for seu orçamento para publicidade online, o melhor a fazer é recorrer a agências qualificadas para a tarefa de planejamento e concepção de campanhas digitais para que seu retorno justifique o investimento. A menos que se tenha um departamento interno que o faça de forma profissional, arriscar-se sem recorrer à ajuda externa é praticamente uma garantia de insucesso. Afinal, nenhuma empresa quer ver seu orçamento de mídia ser derrubado por causa de uma campanha mal direcionada e retorno negativo dos recursos empregados. Pretende conseguir um maior budget para publicidade online da sua empresa? Empregue bem o que já tem destinado à essa finalidade, apresente os resultados e justifique, assim, um aumento na verba para conseguir resultados ainda melhores no futuro.

Segue abaixo as dicas para o seu site, resumindo o texto acima e colocando mais algumas coisas que você deve seguir para o seu site ser bem visto:

  • Internet não é magica. Leva um certo tempo para se consolidar. É preciso se lançar profissionalmente nela;

  • Um Site mal feito espanta o turista. É publicidade negativa. Não precisa ganhar o “Oscar”, mas tenha um site bonito, bem programado e informativo;

  • O site não é feito para agradar o empresário, mas para informar o cliente. Sendo assim analise o site sob perspectiva do consumidor;

  • Esqueça o sobrinho “fera no computador” que sabe fazer site. Entre em contato com a Tanda Interativa;

  • Lembre-se que você também tem responsabilidades. Não há como gerar um site sem material. Forneça um bom material e as informações necessários ao webmaster.

  • Um site profissional não precisa custar uma fortuna, e nem pode custar uma “merreca”. Procure um plano que atenda todas as suas necessidades;

  • Fotos boas e texto conciso pegam bem. Serão a imagem da sua empresa. Se preciso contrate um fotografo e um bom redator;

  • Um bom site significa comodidade e economia para o visitante. Não sonegue informações básicas como telefones, preços, localização de sua empresa;

  • Tenha um domínio próprio e curto. Assim será mais fácil achá-lo;

  • Tenha um e-mail da empresa. E responda as mensagens recebidas diariamente. Sem isso pouco adiantará ter um site, mesmo que excelente. O plano com e-mails você também pode contratar pela Tanda Interativa;

  • Evite e-mails gratuitos (Hotmail, Gmail etc) para sua empresa. Cria uma má impressão no visitante, que vai achar que sua empresa faz economia “porca” na Internet. Ele então ficará em duvida se sua empresa também economiza assim nos outros serviços que sua empresa presta;

  • Divulgue seu site em cartões, folderes, planfetos, outros sites... Ter uma pagina e não divulgar é o mesmo que ter um telefone que ninguém sabe o numero;

  • Tenha um site responsivo, além de dar uma boa impressão ao cliente, se adequá as novas regras de pesquisa do Google.

 

 

Deixe seu comentário
Categorias: Internet; Publicidade; Avisos;

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!
0 comentários